Login to your account

Username *
Password *
Remember Me

Create an account

Fields marked with an asterisk (*) are required.
Name *
Username *
Password *
Verify password *
Email *
Verify email *
Captcha *
Reload Captcha

Torcer para o Brasil na Copa pode aumentar risco de infarto? Depende, diz a ciência

ciência há muito tempo estuda a relação entre emoções fortes e dano ao coração. Estudos mostram que quem perde um ente querido, por exemplo, tem maior risco de infarto. Mas agora, pesquisas nos últimos anos começaram a verificar que algumas emoções aparentemente menos graves - como um jogo estressante

de futebol - também podem ser um gatilho para uma hospitalização por problemas cardíacos.

Em relação ao futebol especificamente, estudos brasileiros já se debruçaram sobre essa associação. Um levantamento da USP de Ribeirão Preto mostrou que as chances de um infarto nos períodos de realização da Copa é maior do que em qualquer outra época do ano: o índice de pacientes infartados nessas épocas cresceu de 4% a 8%.

Outras pesquisas, como as coordenadas pelos cardiologistas Álvaro Avezum, do Instituto Dante Pazzanese, e Nabil Ghorayeb, do Hospital do Coração, também viram que há mais atendimentos relacionados a problemas no coração durante a Copa.

Os especialistas realizaram estudos em 2010, em 2014 e também planejam estudos para 2018. Na Copa de 2014 no Brasil, eles analisaram internações durante vários jogos em oito hospitais no Brasil.

Na pesquisa, cada pessoa que aparecia no pronto-atendimento com sintomas de emergência cardiovascular respondia a um questionário sobre eventos que antecederam os sintomas. A pesquisa era feita um dia antes do jogo, durante a partida e dois dias depois.O médico explica que o modo como o jogo vai influenciar o coração do indivíduo depende da importância que ele dá ao futebol e à expectativa que ele tem sobre a partida - bem como por variáveis que passam por questões relativas à identidade (o jogo ter um impacto muito grande sobre o bem-estar), nacionalismo (o desempenho do país ser muito importante), e até classe social (pessoas de classe média baixa costumam ser mais impactadas). 

Avalie este item
(0 votos)

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Nossos Contatos

Entre em contato conosco

WhatsApp - (000)-00000-0000

Celular - (000)-00000-0000

Fixo - (000)-0000-0000

Email - meuemailvaiaqui@email.com

ANUNCIE EM NOSSO SITE E APAREÇA DE VERDADE

TEMOS UM ESPAÇO ESPECIAL PARA SEU ANUNCIO

 

Imagens das Postagens

Quinta-feira tem risco de temporais na região

Amanhã é feriado, confira o que abre e fecha em Campinas

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 10,5 milhões no sábado

Agentes da Defesa Civil de Sumaré concluem oficina visando período de chuvas

Quarta-feira (06) terá pancadas de chuva durante todo o dia

Gabriel cobra Botafogo após derrota: 'Trabalhar mais e falar menos'

Bifão é eliminada de 'A Fazenda 11' com 40,95% dos votos

Armado com facão, homem invade fábrica e tenta matar ex-mulher em cidade da PB

PORTAL DE NOTICIAS Galera Político © 2018 Criar Web Rádio ao vivo e auto DJ é muito fácil [Confira aqui]